Bom senso*

A razão pela qual não posso seguir a antiga filosofia do olho por olho é que ela acaba deixando todo mundo cego. Alguém deve ter bom senso e alguém deve ter religião.

Lembro-me de que, alguns anos atrás, meu irmão e eu íamos de carro de Atlanta para Chattanooga, no Tennessee. E por algum motivo os motoristas naquela noite eram muito descorteses ou se esqueciam de reduzir os faróis… E finalmente A.D. olhou para mim e disse: “Agora me cansei disso. Quando passar o próximo carro que se recusar a reduzir o farol eu também vou me recusar a reduzir o meu”. Retruquei: “Espere aí, não faça isso. Alguém precisa ter bom senso nesta rodovia. Se ninguém tiver bom senso suficiente para reduzir os faróis, vamos acabar destruídos”.

E digo a mesma coisa para nós aqui em Birmingham. Estamos rodando numa imensa rodovia rumo à cidade da Liberdade. Haverá trechos tortuosos. Haverá curvas e momentos difíceis, e seremos tentados a retaliar usando o mesmo tipo de força que nossos opositores vão usar. Mas eu vou lhes dizer: “Espere aí, Birmingham. Alguém tem que ter bom senso aqui”.

*por Martin Luther King Jr.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>