Do que você precisa se perdoar?

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Esse é o primeiro passo para que você aprenda a lidar com os seus erros sem culpa excessiva e preservar a sua autoimagem.

Muita gente carrega o fardo da culpa por anos… Eles se culpam pelos seus erros, por ainda não terem o sucesso que outras pessoas já tiveram (ou ainda não corresponderam às expectativas).

As frustrações se acumulam gerando ainda mais culpa e acabamos por esquecer do momento de fracasso, mas a culpa continua nos sufocando: você comete um erro, sofre um insucessos e esse fato é interpretado como fracasso; você se sente incompetente, inferior e com a autoconfiança abalada a preparação para o próximo desafio fica comprometida.

A autossabotagem gera a procrastinação. Há o medo de se frustrar mais uma vez. As derrotas se acumulam e com elas a culpa da perda de tempo traz a paralisação, um bloqueio que te impede de seguir em frente… Alguns perdem a capacidade de sorrir por tanta pressão e cobranças internas.

Tem tanta coisa dando errado na sua vida que você não encontra razões para sorrir e foca na suas dificuldades e impossibilidades: entender sua humanidade – que ninguém é perfeito, que todo mundo erra – é o primeiro passo para sair desse buraco; encarar o passado e se perdoar é fundamental – aprenda com o passado e não o traga para o seu futuro; reconhecer suas ações atuais é importante: valorizando o que você pode fazer hoje pra fazer ainda mais amanhã, com paciência e persistência.

Valorizar sua história (cada superação e conquista da sua vida) vai fortalecer sua autoimagem e te lembrar dos seus méritos e competências. Lembre-se das suas glórias, releia a sua história valorizando cada vitória!

Um forte abraço,
Coach Felipe Lima.