‘Estudo e dependo dos meus pais’

Estudo pra concurso e dependo dos meus pais

A vida de quem estuda para obter sucesso em provas, vestibulares, ENEM e concursos não é nada fácil.

É uma fase de pouco dinheiro, onde muita gente precisa ser bancada pela família, o que  aumenta bastante as cobranças internas e as pressões externas.

“EU NÃO GOSTARIA DE DECEPCIONÁ-LOS”

Como é a família quem paga as contas, interpretamos cada reprovação como uma decepção para com eles, uma quebra de confiança. Portanto, cada insucesso traz o peso da culpa, da cobrança interna excessiva pelo sentimento de incompetência e de dívida com aqueles que te amam e que até estão financiando essa fase da sua vida.

E quanto mais a aprovação demora a chegar, mais a família se sente no direito de tentar “ajudar”, sugerir e intervir no seu processo de preparação. Cada um se sente no direito de falar uma coisa diferente que você está fazendo de errado e que, por isso, ainda não passou.

Para tentar te “incentivar” a estudar e a passar logo, vale de tudo:

  • Comparações com outras pessoas, irmãos, amigos, com eles mesmos: na sua idade eu já tinha sucesso e estudava muito mais que você;
  • Cobrar que você estude o tempo todo: ‘só passa quem estuda 24h por dia';
  • Exigir que você faça todas as provas que aparecerem na sua frente, não importa o que seja.

Você se sente em uma saia justa e se vê na obrigação de engolir esses sapos calado(a) e até de ter que fazer o que eles acham que você deve fazer, como uma forma de obediência e de corresponder o investimento e as expectativas deles.

Essa angústia da família em querer te ajudar desesperadamente é compreensível, mas isso só atrapalha e precisa ser REPARADO, corrigido, negociado, com uma boa conversa para que eles possam entender a sua realidade, em vez de te julgar como incompetente ou preguiçoso(a). Se eles não estão abertos para o diálogo e você acha que não adianta tentar conversar, foque nos estudos e ignore essa pressão externa.

ACEITA QUE DÓI MENOS

O primeiro passo para ajudar a resolver a ansiedade relacionada a dependência financeira dos pais é ACEITAR a situação sem sofrimento. Você está vivendo uma fase (que vai passar) que te exige bastante tempo e energia. Gaste o mínimo do mínimo e faça uma lista de compras para quando você for aprovado.  Pense sobre um presente pancada ou uma viagem que você vai pagar para a sua família como uma forma de retribuir essa força que eles estão te dando agora.

FAMÍLIA É PARA ESSAS COISAS

Família é para ajudar mesmo! Não se sinta culpado(a) por ainda não ter uma renda. Use a sua energia para agir e criar essa renda com o seu sucesso. Quanto mais você ficar na sofrência porque ainda precisa que as pessoas paguem as suas contas, que você vive liso e sem dinheiro para nada, mais vai gerar ansiedade que vai consumir a energia que você deveria usar para os estudos.

Um dia você terá os seus filhos e se eles precisarem da sua ajuda financeira e você puder ajudar, será uma alegria para você poder contribuir com um momento tão decisivo como o que você está passando hoje.

“TÔ FICANDO VELHO(A). JÁ DEVERIA TER ALCANÇADO O SUCESSO”

Perdoe-se! Pare de se cobrar e se punir pelo tempo que já se passou e pela sua idade. Muita gente se acha velho(a) para a sua condição de vida e fica sentindo culpa por ainda não ter conseguido o seu sucesso.

Eclesiastes 3:1 “Tudo nesse mundo tem o seu tempo.”

Pare de se comparar com as outras pessoas que já tiveram sucesso no que você está batalhando para fazer dar certo.

Para de sentir pena de si mesmo(a)! Não ter dinheiro para pagar as próprias contas é uma situação complicada, por muitas vezes humilhante, mas não permita se abater com essa provação. Muito em breve você vai poder ter uma vida financeira equilibrada, pagar as suas próprias contas e até retribuir a quem está te ajudando hoje.

APRENDA A FAZER DINHEIRO!

Infelizmente no Brasil não há a cultura do empreendedorismo, onde você poderia criar um negócio seu, uma empresa ou até atuar como autônomo. Sobram as opções de investir para ganhar dinheiro (complicado para quem já não tem dinheiro para começar o processo), fazer concurso público (é o que provavelmente você está lutando para ter sucesso) ou encontrar um emprego que vai te tomar muitas horas pode semana e minimizar as suas chances de ser aprovado, atrasando o seu sucesso.

Você pode encontrar formas de ter ALGUMA renda, o que já te tira na dependência total da família e já ajuda a aliviar a pressão do tempo que está passando e “você ainda não conseguiu nada na vida”.

“Mas, como eu posso FAZER dinheiro?”, você deve estar se perguntando.

E essa pergunta é fantástica!

Quando você afirma que não pode ganhar dinheiro, o seu estado mental é de conformismo, de determinismo.

Quando você se indaga sobre as possíveis soluções para um problema, a sua mente se abre para as possibilidades, oportunidades e criatividade.

Pergunte-se:

  1. Quais são os problemas que as pessoas têm que eu poderia resolver?
  2. Quais são as habilidades e conhecimentos que eu tenho para resolver esses problemas?
  3. O que eu precisaria aprender e fazer para começar a vender soluções para esses problemas?
  4. Quem estaria disposto a pagar por essas soluções?

A melhor forma de responder a essas perguntas é CONVERSANDO com as pessoas e tentando entender como você pode ajudá-las.

PASSEADOR DE CÃES QUE GANHA R$ 6.000,00

Certa vez, quando eu ainda morava em São Paulo, encontrei com um senhor no elevador que estava com uns cinco cães. Ele me contou que passeava com cerca de 30 cães toda semana e que cobrava R$ 200,00 por mês e por cada cão.

Fiz a conta rápida na cabeça e cheguei à conclusão dos R$ 6.000,00 mensais. Ele só trabalhava por seis horas diárias e conseguia caminhar com vários cães ao mesmo tempo. Toda vez que encontrava com aquele senhor percebi que ele se divertia bastante passeando com os cachorros e que aquilo não tomava muito tempo do seu dia.

QUAIS SÃO OS PROBLEMAS QUE AS PESSOAS PRECISAM RESOLVER?

Identifique como você pode ajudar as pessoas e crie uma forma de vender SOLUÇÕES. Quanto maior o problema, maior é a disponibilidade de alguém querer pagar e bem por alguma solução.

No exemplo do passeador, você tem ideia do que é para alguém ter um cão em casa que não passeia? Ele destrói tudo! Os prejuízos superam e muito os R$ 200,00 mensais. Esse valor não é um investimento, é um “Seguro Destruição e Demolição de Casa”.

AS TEMPESTADES QUE NOS TRANSFORMAM

Quando enfrentamos situações difíceis, tendemos a achar que aquilo nunca vai passar e que vamos ficar estagnados naquela crise para o resto da vida.

Tudo passa!

Aprenda as lições que a vida está te dando, transforme-se, evolua e não fique choramingando por estar passando por esse aperto.

Todo mundo passa por momentos difíceis, de uma forma ou de outra.

Viva a SUA vida!

Escreva a SUA história!

Supere as SUAS dificuldades e desafios!

Quando mais você mantiver o foco nos objetivos e não nas suas dores, mais rápido o sucesso chegara.

Vídeos sobre Família:

Um abraço do amigo que já passou fome e pensou em desistir da vida, mas que deu a volta por cima e soube fazer dar certo até dar certo.

Coach Felipe Lima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>