Já se perguntou por que a ansiedade é tão prejucial?

Hoje em dia é muito comum ouvirmos pessoas dizendo: “Hoje eu estou extremamente ansioso” ou “Hoje eu acordei muito ansioso”.  E essa fala nos remete a refletir o quanto a tão temida ansiedade está presente no cotidiano da população, e não digo somente da população brasileira, não! E sim da população mundial! E antes fosse somente a presença da fala: “Eu estou/sou ansioso”, o sentimento ansiedade se encontra extremamente presente no dia-a-dia de TODAS as pessoas, e diante disso eu te desafio a encontrar alguém que viva sem nenhum, repito NENHUM, sintoma de ansiedade.  

 

Vamos conversar um pouquinho mais do que se trata a ansiedade e quais são os seus prejuízos no desenvolvimento humano. E antes de mais nada, vale destacar que a ansiedade não é de toda um sentimento completamente ruim como pintado por muitos, ela também nos auxilia na prevenção de possíveis perigos que podemos correr, nos tornando mais prudentes em determinadas situações, no entanto o grande problema da ansiedade é quando ela toma proporções exageradas e acaba transformando praticamente todos os nossos pensamentos em possíveis catástrofes mundiais (sem exageros!). 

 

Segundo um artigo publicado pela Revista Brasileira de Psiquiatria em Dezembro de 2000, a ansiedade pode ser definida como: “…um sentimento vago e desagradável de medo, apreensão, caracterizado por tensão ou desconforto de antecipação de perigo de algo desconhecido ou estranho.” E lendo essa definição, acredito que você se lembrou de alguma situação onde já se sentiu assim, não é mesmo!? Todavia, é muito importante saber diferenciar uma ansiedade “normal” (mas que pode nos trazer alguns pequenos prejuízos, principalmente emocionais) de uma ansiedade patológica (essa nos traz prejuízos emocionais e físicos grandes). Vale lembrar que a ansiedade considerada normal, se não bem equilibrada, pode se transformar em uma ansiedade patológica. Ainda segundo o artigo da Revista Brasileira de Psiquiatria, a diferenciação entre ansiedade normal e ansiedade patológica acontece com base nas avaliações acerca das reações ansiosas, como sendo: de curta duração, autolimitada e relacionada ao estímulo do momento ou não. Portanto, se você não desenvolver um bom domínio da sua ansiedade consequentemente você poderá ser dominado por ela. E quando você se permite ser dominado pela ansiedade (Sim! Você pode aprender a domina-la!) sinto em te informar que ela se transformará em patológica e os estragos que ela irá trazer para a sua vida serão cem vezes maiores. São vários os transtornos relacionados a ansiedade que você irá encontrar, no entanto eu irei dar aqui o exemplo de um dos transtornos mais recorrentes, o chamado Transtorno de Ansiedade Generalizada, conhecida também como TAG. De acordo com o DSM-V os critérios para diagnóstico da TAG, são: 

 

  • Ansiedade e preocupação excessivas, ocorrendo na maioria dos dias por pelo menos seis meses e relacionada a inúmeros eventos ou atividades (p.ex. trabalho e desempenho escolar). 
  • A preocupação é difícil de controlar. 
  • A ansiedade e a preocupação estão associados a três (ou mais) dos seguintes sintomas (com pelo menos alguns sintomas estando presente na maioria dos dias nos últimos seis meses):  
  1. Inquietação ou sensação de estar no limite;  
  1. Cansar-se facilmente; 
  1. Dificuldade de concentração;  
  1. Irritabilidade;  
  1. Tensão muscular;  
  1. Distúrbios do sono (dificuldade de iniciar ou manter o sono e sensação sono não satisfatório). 
  • Os sintomas físicos, preocupação ou ansiedade causam sofrimento clinicamente significante ou incapacidade em atividades sociais, ocupacionais ou outras. 
  • O transtorno não pode ser atribuído a: uma condição médica geral, uso de substâncias ou outro transtorno mental. 

 

Conhecendo um pouco mais sobre as características de um transtorno de ansiedade generalizada, sem sombra de dúvidas, isso te fará refletir a respeito do seu nível de ansiedade hoje, por isso fiz questão de trazer essas informações através desse artigo, para que isso te motive a tratar a sua ansiedade desde já!  

 

No dia 27/11 daremos início a Semana Gratuita do Controle da Ansiedade, uma semana todinha de vídeos e aulas dedicados a te passar estratégias de como manter a sua ansiedade dentro do “normal”, evitando assim que ela se transforme em uma doença que pode te paralisar. E caso você tenha se identificado com alguns sintomas da TAG, não hesite e busque ajuda! Esse é um mal que pode ser combatido mesmo quando chega a níveis extremos! 

 

Te aguardamos no dia 27, não se esqueça de chamar os amigos para participar! 😉 

 

“O paradoxo curioso é que quando eu me aceito como eu sou, então eu mudo.”  

Carl Rogers 

 

                                                                                      Psicóloga Laiz Moreno 

 

Referências: 

 Revista Brasileira de Psiquiatria. vol.22  s.2 São Paulo Dec. 2000. Acessado em 10/11/2017. Link: http://dx.doi.org/10.1590/S1516-44462000000600006 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *