Leptina

A palavra “leptos” significa magreza. A leptina foi um dos primeiros compostos sintetizados pelo tecido adiposo a ser descoberto.

Quanto mais tecido adiposo existe, maior é a produção de leptina, que tenta sinalizar ao cérebro que já há gordura corporal suficiente e que, portanto, não devemos comer mais. Quando esse composto foi descoberto, muitos acreditaram que um medicamento à base de leptina seria a cura para a obesidade. Muito óbvio, né?

Maaaaaas… Acontece que, em caso de obesidade, o cérebro não ouve a leptina (condição chamada resistência à leptina).

Isso mesmo. Quando se está acima do peso, não adianta tomar leptina, porque o cérebro não ouve o alerta feito por ela.
O segredo é eliminar o tecido adiposo, a gordura em excesso no seu corpo. Os níveis de leptina se reduzem quando a pessoa emagrece, mas essa redução não aumenta a fome.

Um abraço,
Coach Nati Torres.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>