Mapas Mentais: tudo que você precisa saber!

mapas mentais

AGILIDADE E PRATICIDADE

“Mapas Mentais são ineficientes”

Às vezes me deparo com algumas pessoas com uma opinião formada sobre Mapas Mentais que destoa bastante da realidade dos Coachees que acompanho há 17 anos na aplicação prática dessa técnica.

Sempre que vejo um “expert” emitir uma opinião negativa sobre as técnicas de aprendizagem, principalmente sobre os mapas mentais, faço três perguntas que geralmente são desconcertantes:

  1. Você já leu algum livro sobre mapas mentais?
  2. Você já fez algum curso sobre mapas mentais?
  3. Você já recebeu orientação adequada sobre como elaborar mapas mentais eficientes e persistiu com a técnica?

É incrível como alguém que nunca leu um livro sobre o assunto, nunca fez um curso sobre o tema, que tentou apenas uma vez e ainda sem qualquer orientação de um especialista experiente tenha a “certeza” de que os mapas mentais são inviáveis.

O sujeito faz uma busca na internet por “mapas mentais” ou até vai no meu site e visualiza os mapas gratuitos, tenta fazer do jeito dele, não consegue bons resultados, demora muito na elaboração e pronto: está criado o parecer doutrinário que não funciona!

Mas essa autonomia de conhecimentos não é uma exclusividade das técnicas de aprendizagem:

  • Veja como as pessoas se automedicam. Basta sentir uma dor aqui ou ali e já sabem o que vão tomar. Para que perder tempo consultando um médico que estudou uma base de 8 anos, sendo 6 do curso e mais uns 2 da residência, para entender as doenças e prescrever os medicamentos na dose adequada e na frequência certa?
    • Resultado: coloca a saúde em risco ou espera piorar para procurar um hospital.
    • Conclusão: o remédio não funciona.
  • Observe como as pessoas organizam (ou não) a sua alimentação. Basta buscar em sites e blogs pelas dietas prontas ou até mesmo perguntar à amiga magra o que ela come e já está resolvido.
    • Resultado: Engorda, quando queria emagrecer, perda de massa magra, coloca a saúde em risco.
    • Conclusão: Eu não consigo fazer dieta e só comer salada. Vou tentar a dieta da proteína.
  • Preste atenção como as pessoas se exercitam nas academias, muita gente sem qualquer orientação não sabe fazer nem um abdominal direito.
    • Resultado: lesões e muito pouco resultado.
    • Conclusão: academia não presta! Vou fazer crossfit em casa mesmo assistindo a vídeos do Youtube.

Há que se ter paciência e persistência para se aprender qualquer coisa de valor nessa vida.

Vejo como as pessoas encaram o fato de terem que aprender a dirigir como algo absurdamente difícil no início e que depois  torna-se ridiculamente fácil.

Mas não adianta muito se ter paciência e persistência sem uma orientação adequada.

Vejo gente fazer qualquer coisa, resumos, fichamentos, esquemas, exceto um mapa mental e acham que estão fazendo mapas mentais. Mas eles não estão!

10% ANJO, 90% …

Sem exagero, cerca de 90% dos mapas mentais que encontro na internet são ineficientes ou simplesmente não são mapas mentais. Digo isso não com base em qualquer estudo científico e sim com a prática diária com mais de 17 anos da aplicação dessa técnica e o acompanhamento de pessoas usando os mapas mentais em concursos de alto nível, nos vestibulares mais concorridos do Brasil e até com médicos para o sucesso nas provas de residência médica.

Com a orientação adequada, paciência e persistência tenho ajudado a milhares de pessoas a tornarem os seus processo de aprendizagem muito mais eficientes, ágeis e até prazerosos.

Não são poucos os depoimentos de pessoas que conseguiram o aprimoramento da memória, tanto para aprender, quanto para lembrar e alcançaram uma performance nos estudos absurdamente melhor.

Vejo nossos coachees conseguirem elaborar os mapas mentais com a mesma agilidade que faziam as suas anotações, resumos ou fichamentos. Isso acontece com os mapas mentais usando a mesma quantidade de informações e no mesmo tempo de elaboração dos resumos ou outras formas de anotações muito menos eficientes.

2) “Perde-se muito tempo fazendo mapas mentais”

Esse é um paradigma que nós quebramos com cerca de um mês de prática dos mapas mentais. Como no exemplo de aprender a dirigir, quanto mais se dirige, mais a facilidade de dirigir é desenvolvida. Uma pessoa que dirige pouco ou quase não pega no volante de um carro, não terá a mesma facilidade e agilidade de uma pessoa que dirige todos os dias.

Para se ter facilidade e agilidade em elaborar os mapas mentais é necessário praticá-los todos os dias.

Mas, pelo excesso de “mimimi”, as pessoas desistem diante das primeiras dificuldades.

Como no início o processo de elaboração dos mapas mentais é trabalhoso e demanda mais tempo, a sensação inicial é a de que o tempo está sendo desperdiçado. Sem a persistência com a técnica não há como desenvolver uma facilidade e agilidade em executá-la. O imediatismo (querer tudo 100% pronto e imediatamente), junto com a preguiça e a falta de paciência e persistência provocam a desistência da aplicação dos mapas mentais. Enquanto alguns reclamam e permanecem na mediocridade, outros perseveram e obtêm excelentes resultados no rendimento dos estudos.

Com o passar do tempo escuto dos nossos coachees que GANHA-SE MUITO TEMPO usando os mapas mentais. Quantas vezes você precisa reestudar uma matéria com a sensação de nunca ter visto aquele assunto já estudado? O grande desafio de quem se prepara para ter sucesso em uma prova não é apenas estudar todo o edital e sim chegar ao final do último assunto lembrando-se do primeiro. Manter a matéria disponível com fácil acesso na memória é um grande desafio.

Demanda-se muito tempo para fazer a revisão de tudo o que foi estudado e anotado em resumos ou esquemas. Uma das grandes vantagens dos mapas mentais é permitir um processo de revisões eficiente e ágil.

A sistemática de revisões de mapas mentais descrita no meu livro Mapas Mentais e Memorização para provas e concursos, em coautoria com o Juiz Federal William Douglas, garante um processo de revisões que demanda muito pouco tempo por dia.

PALHA, MADEIRA OU TIJOLOS: ESCOLHA

O uso dos mapas mentais se equipara a construir uma casa de tijolo e não de palha ou madeira, como na história dos três porquinhos.

Pode até dar mais trabalho e exigir mais dedicação a construção da casa de tijolos (usando mapas mentais), mas quando o lobo mau da prova chegar você não precisa ter medo dela.

3) “Cada um aprende do seu jeito”

Essa é outra crença limitante e absurda, que há muitos anos não faz sentido. Se há métodos e técnicas que permitem um processo de aprendizagem com mais qualidade, concentração, retenção dos conhecimentos adquiridos e ainda maior velocidade, por que então não usá-los.

É como tentar praticar exercícios físicos “do seu jeito” em vez de seguir as orientações de educador físico especializado para te orientar sobre como obter melhores resultados em menos tempo.

É compreensível que há bastante tempo você tenha desenvolvido empiricamente os seus próprios métodos e técnicas para tornar os seus estudos mais eficazes, mas você jamais terá os mesmos resultados no rendimento dos estudos estudando se a aplicação de métodos de eficiência comprovada.

Sempre recomendo que as Técnicas de Aprendizagem, como a Leitura Dinâmica, a Memorização e os Mapas Mentais sejam adaptados para melhor te ajudarem, usando da melhor forma que sejam percebidos melhores resultados, mas essas técnicas precisam ser consideradas para que o seu processo de aprendizagem evolua.

Quem entende um mínimo de artes marciais e MMA (Martial Mixed Arts – Artes Marciais Mistas) sabe da diferença que as “técnicas” trazem.

Ignorar essas técnicas é o mesmo que um lutador querer vencer um combate com a força bruta. Talvez esse tenha sido um forte ponto de popularização do UFC quando o brasileiro Royce Gracie, muito mais magro e menor que os seus adversários, venceu a todos usando o Jiu-Jitsu desenvolvido pela sua família.

OS SEGREDOS DOS MAPAS MENTAIS

Para se elaborar mapas mentais eficientes, há que se perceber algumas regras básicas:

  1. Usar cores diferentes;
  2. Escrever do centro para as extremidades;
  3. Abreviar o máximo que puder;
  4. Usar letras grandes, espaçando as informações para que elas não fiquem muito juntas;
  5. Inserir imagens (com a agilidade de um Ctrl+C e Ctrl+V).

Os itens 4 e 5 são fundamentais para a potência de memória dos mapas mentais e ainda para proporcionar uma agilidade maior no processo de revisões.

Algumas pessoas, que não tem qualquer conhecimento sobre mapas mentais, afirmam que as imagens dos mapas mentais demandam muito tempo e que é necessário desenhar. Nós temos um banco com mais de 2.500 imagens nomeadas com termos que os nossos alunos já pensaram em uma imagem para cada termo, fizeram uma busca no Google, salvaram a imagem já nomeando-a com o termo correspondente.

Copiar a colar imagens do Google, inserindo-as em Slides do Ms Power Point é algo extremamente fácil e rápido.

O PULO DO GATO

  • Ms Power Point: depois de testar dezenas de aplicativos, programas e até persistido sobre fazer mapas mentais à mão, sem sombra de dúvidas, fazer mapas mentais no Ms Power Point é a forma mais ágil, fácil e prática de fazer edições e ajustes rápidos, inserir imagens, reorganizar o conteúdo, copiar e colar elementos entre os mapas elaborados;
  • Coloque poucas informações em cada mapa. Você pode inserir nos mapas mentais todo o conteúdo que você anotaria nos seus resumos, por exemplo, mas tenha o cuidado de não poluir visualmente os seus mapas, inserindo de 6 a 10 itens em cada mapa. Vide os exemplos disponíveis nos links logo abaixo;
  • Aprenda a dividir as informações mentalmente, antes de começar a fazer os mapas. Sempre que eu estou lendo um livro ou assistindo a uma aula, o mapa mental é montado antes na minha imaginação, com muita agilidade, e logo depois passo para o Ms Power Point;
  • O que mapear: Pergunte-se sempre “o que preciso anotar para que eu consiga lembrar do que compreendi desse livro ou aula?”. Há quem faça resumos gigantescos e não consegue encontrar tempo para revisar tanto conteúdo. Você pode fazer mapas mentais detalhados, com uma grande quantidade de informações, mas, se elaborar os mapas de acordo com as nossas orientações e se revisá-los de acordo com a sistemática de revisões descrita, a sua capacidade de lembrar de todo o conteúdo estudado anotando poucas informações será imensa;
  • Persista! Nos envie todas as suas dúvidas e dedique-se. Vai valer muito a pena e os resultados nas provas serão excelentes!

Seguem alguns links interessantes e gratuitos sobre mapas mentais:

PAGUE O PREÇO, VAI VALER A PENA

Eu te garanto que seguindo as orientações disponíveis no Genius Club sobre a elaboração dos mapas mentais e a aplicação prática de outras técnicas como a Leitura Dinâmica e a memorização vão revolucionar a sua forma de aprender, lembrar e ter sucesso nas suas provas.

No nosso Curso de Mapas Mentais nós nos comprometemos a gravar aulas extras mostrando passo-a-passo sobre como elaborar mapas mentais para cada uma das matérias que você precise.

Se você tiver 20 matérias para estudar, nós garantimos que para cada uma das suas matérias nós teremos pelo menos um vídeo mostrando um exemplo prático mostrando como fazer um mapa mental usando o conteúdo que você nos enviar.

Qualquer dúvida, por favor, manda e-mail no suporte@sougenius.com.br.

Será uma alegria poder te ajudar a fazer dar certo até dar certo com esse método de eficiência comprovada e que tem ajudado a todas pessoas no Brasil e no mundo.

Um forte abraço do amigo,
Coach Felipe Lima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>