Me comparo com outras pessoas – Parte I

comparacao outros1

Muitas pessoas não sabem, mas esse é um hábito negativo que muita gente comete e não tem a mínima noção de como ele pode ser nocivo na sua vida. Por isso estou escrevendo uma sequência de Posts onde explicarei como a comparação com outras pessoas pode afetar a sua vida.

Essas comparações podem ser com pessoas da família, irmãos, primos, amigos, até com os próprios pais, concorrentes e pessoas que já conseguiram realizar os objetivos que hoje ainda sejam pendência. As comparações podem acontecer em várias fases da vida, incluindo desde a infância até a vida adulta.

“TODO MUNDO TEM SUCESSO E É SUPER FELIZ, MENOS EU”

Geralmente as pessoas olham para os outros e se sentem mal por não conseguirem fazer o que eles fazem, não terem conquistado o que eles já realizaram, por não serem tão bons quanto eles são, sentem-se cobrados interinamente, pressionados a terem o mesmo desempenho na vida e quando isso não acontece a ansiedade cresce.

As comparações com outras pessoas podem trazer duas situações que não são nada boas: um sentimento de inferioridade ou de superioridade. Nos dois casos você pode sair perdendo.

“EU SOU O PIOR”

O sentimento de inferioridade traz muitos pensamentos e sentimentos negativos, como a desmotivação, a falta de capacidade para superar os desafios e dificuldades para realizar os seus objetivos de vida. Também são constantes  ainda a falta de sentimento de merecimento pelo sucesso e a exigência de perfeccionismo. Esses sentimentos podem ganhar níveis críticos que podem levar a uma ansiedade absurda. 

Eu já devo ter ouvido “Eu me sinto um lixo” milhares de vezes dos Coachees que acompanho diariamente. Quando o sentimento é de inferioridade, junto com a ansiedade vem o perfeccionismo: por mais que se faça, nunca está suficientemente bom! Sempre tem alguém que faz mais ou melhor.

“EU SOU O MELHOR!”

O sentimento de superioridade pode levar à estagnação, à soberba e à prepotência, o que gera, entre tantas coisas, a uma falta de necessidade de se dedicar por melhores resultados e ainda uma forma de tratar as outras pessoas que promove muito desgaste.

NUNCA É O SUFICIENTE

Coachees que acompanhamos diariamente e que mesmo cumprindo 200% do que foi planejado não se sentem satisfeitos.

Sempre fica aquela sensação de culpa e aperto no peito:

😡 Tem gente que faz mais!

😥 Não está sendo suficiente.

😕 Desse jeito eu não vou conseguir o meu sucesso, a minha aprovação.

Essa culpa e cobrança interna excessiva gera um gasto de energia emocional inútil que produz um desgaste mental e até mesmo um cansaço físico.

A energia que deveria ser usada para agir acaba sendo desperdiçada com preocupações, pensamentos e sentimentos negativos.

“EU PRECISO FAZER MAIS”

A cobrança só aumenta pois os resultados não são satisfatórios, o rendimento nos estudos caem pelo cansaço gerado pela ansiedade e pelo pouco descanso.

O ponto crítico é a falta de valorização das próprias ações.

Como os “bons dias de estudo” não são encarados como ações de sucesso (com o reconhecimento de que se está plantando merecimento e a colheita do sucesso é uma consequência natural dos seus esforços), a fé sobre o sucesso não é fortalecida.

INTERRUPÇÃO DO FLUXO DE ENERGIA

A parte interna SONHADOR sonha e essa energia, transformada em força de vontade é convertida em ações pelo REALIZADOR, mas o CRÍTICO interno não valoriza essas ações, por comparações com outras pessoas ou com “a meta”.

Se você não conseguiu cumprir “a meta”, o pensamento é “tem gente que faz mais”.

Se você não conseguiu cumprir “a meta”, o pensamento é “desse jeito o sucesso não virá nunca”.

Quando o CRÍTICO interno tem a capacidade de valorizar as ações do realizador, a fé do SONHADOR é fortalecida, reabastecida com a autoconfiança e ganha-se ânimo e motivação para acreditar que tudo vai dar certo e fazer cada vez mais. Leia mais sobre as três partes aqui.

COBRANÇA INTERNA

Depois de tanta ansiedade e desgaste, nos dias em “a meta” não é batida, aí é que a cobrança aumenta, a culpa cresce e o medo das reprovações toma conta dos pensamentos até na hora dos estudos.

A indisciplina e a procrastinação são consequências do cansaço pela ansiedade e pela fé abalada.

Essa situação é um verdadeiro “cárcere mental”, uma prisão aparentemente sem saída, mas superar essa situação é muito algo muito mais fácil e rápido do que se imagina.

Em uma única sessão de Coaching de uma hora, ferramentas eficientes são fornecidas a praticadas para eliminar definitivamente essa situação.

É impressionante como os nossos Coachees conseguem resolver com sucesso esse ciclo de ansiedade e usar toda a energia física e mental para as ações e não para as preocupações.

Nesse post eu descrevi como a comparação com outras pessoas pode afetar a sua vida de forma negativa e interferir no seu desempenho e nos seus estudos.

No próximo post, eu falarei sobre como solucionar esse problema e que armas você pode utilizar para evitá-lo.

Um forte abraço e conte comigo!

Coach Felipe Lima

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>